Bosque completa 132 anos com ampla programação

Da Redação - Agência Belém de Notícias - 25/08/2015 15:31


Conhecido como um pedaço da floresta amazônica preservado no coração da capital paraense, o Bosque Rodrigues Alves Jardim da Amazônia comemorou, nesta terça-feira, 25, 132 anos de história. Além de uma programação especial, elaborada para celebrar a data, o Bosque e a população da cidade ganharam mais um presente, a Prefeitura de Belém apresentou as revitalizações feitas em algumas áreas do complexo e inaugurou novos espaços, tais como: a construção do setor extra, a sala de necropsia e o recinto do Macaco Prego.

Antes da solenidade em comemoração ao aniversário do espaço, o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, acompanhado do secretário de Meio Ambiente (Semma), Deryck Martins e do diretor do Bosque, Claudio Mercês, foi conferir de perto a reforma feita no espaço e as novas áreas inauguradas. Zenaldo Coutinho participou, também, do plantio da primeira muda de pau-brasil na área em que será destinada à conservação de espécies ameaçadas.

“Estamos aprimorando nosso pedacinho da floresta amazônica, com novos serviços e novos espaços. Ou seja, é um aprimoramento do espaço de lazer da família de Belém, para que esteja em perfeitas condições de atendimento ao público”, afirmou Zenaldo Coutinho, que aproveitou para anunciar que a partir do próximo mês, todos os recursos oriundos do Bosque deverão voltar para o local. “Mais do que palavras, precisamos transformar os espaços dos animais em áreas com a qualidade que eles merecem”, completou.

A pequena Bianca Souza dos Santos, de apenas 6 anos, estava encantada com tudo o que via. Vibrou ao ver o voo de um gavião asa de telha, apresentado pelo grupo “Harpia- A falcoaria dos animais”. “Sempre venho aqui com minha mãe, adoro passear no Bosque e ver todos os animais, principalmente os macacos”, disse Bianca, que acompanhou também a visita à Jaguatirica, de apenas seis meses. O animal foi apreendido em cativeiro e levado para o Bosque Rodrigues Alves.

“Vi de longe. Mas não chegaria perto dela, porque tenho medo, mesmo ela sendo bem pequena”, continuou Bianca.

O nome da Jaguatirica será escolhido pela população, através do site do Bosque, também apresentado durante a comemoração dos 132 anos do espaço. Quatro nomes serão disponibilizados para a escolha. Após 35 anos, o espaço volta a ter um felino entre seus animais.

“Depois de muito tempo, o Bosque Rodrigues Alves passa por uma revitalização geral. E, pela primeira vez, todo o espaço pode ser visto e visitado também através do site que lançamos hoje”, destacou o secretário de Meio Ambiente. 

Confira o site do Bosque Rodrigues Alves: http://www.belem.pa.gov.br/semma/bosque/

 

Texto: Adriana Pereira
Foto:
Coordenadoria de Comunicação Social (COMUS)